Início » Vereador » Quem são os candidatos a Vereador em Manaus nas Eleições de 2020

Quem são os candidatos a Vereador em Manaus nas Eleições de 2020

As eleições de 2020 acontecerão no mês de novembro. Você tem como missão eleger que dará o direcionamento para a cidade pelos próximos 4 anos. Por isso, trouxemos a lista completa com os candidatos a prefeito em Manaus 2020. É muito importante que você seja muito criterioso na hora de fazer o seu voto, pois é fundamental que pessoas capacitadas ocupem a Câmara Municipal. Os rumos da sua cidade está no seu voto!

Confira os candidatos a vereador em Manaus 2020 ⤵⤵

Dúvidas sobre a Eleição 2020 em Manaus

candidatos a vereador Manaus 2020

Quais os dias de votação? Diferentemente dos outros anos, a eleição 2020 acontecerá no mês de novembro. Os dias de votação são: 15/11/2020 (primeiro turno – vota-se em prefeito e vereador) e dia 29/11/2020 (segundo turno – caso seja necessário na sua cidade. No segundo turno vota-se apenas para prefeito).

Em quais horários posso votar? Outra alteração que ocorreu para esse ano diz respeito ao horário. Para a eleição 2020 os horários de votação são: das 07h às 17h (sendo que, das 07h às 10h é preferencial para pessoas do grupo de risco do Coronavírus).

Sou obrigado a votar? Sim. Essa mudança não ocorreu para essa eleição de 2020. O voto continua obrigatório para todas pessoas entre 18 e 70 anos. Ele é facultativo para jovens entre 16 e 18 e para analfabetos.

Qual é a função do vereador?

O vereador é o principal representante do povo perante o poder público. Para conseguir de fato cumprir seu papel, ele precisa legislar.

A função do vereador é voltada somente para o município que ele representa, portanto, ele não tem nenhum poder para intervir em leis que não sejam do âmbito municipal.

Alguns assuntos relevantes tratados pelo vereador são:

  • Sugerir mudanças de nomes de ruas e avenidas;
  • Mudar, criar ou extinguir tributos municipais;
  • Aprovar documentos orçamentários do município;
  • Enviar propostas para criação de bairros e distritos dentro do município;
  • Poder determinar tombamento de imóveis como patrimônio da cidade;
  • Elaborar, delibera e vota no plano diretor municipal;
  • Ter autonomia para analisar e aprovar o plano municipal de educação;
  • Participar do estabelecimento de regras de zoneamento, uso e ocupação do solo;
  • Fiscalizar as contas da prefeitura com o objetivo de impedir a corrupção;
  • Criar comissões de parlamento e inquéritos;
  • Fiscalizar de forma direta e indireta as ações do poder executivo, inclusive, ele pode fazer questionamentos por escrito ao prefeito;

Quantos vereadores são escolhidos por cidade?

Cada cidade tem um número específico de vereadores, o que determina isso é a lei orgânica do município.

Através desse mecanismo, sabe-se quantos vereadores uma cidade precisa para funcionar de forma adequada.

O número de candidatos a vereador de Manaus é geralmente 41.

É a constituição que estabelece o número máximo de vereadores que uma cidade pode ter de acordo com o número da população.  Diante dessas regras, é função da câmera municipal de cada município determinar o número exato de vereadores que vão ser eleitos.

Ou seja, todos os anos essa definição é realizada e o prazo para envio é juntamente com as convenções partidárias que nesse ano, ocorrem em 5 de Agosto.

Pedido de adiamento das eleições 2020 no estado do Amazonas

O Senado do Amazonas aprovou o pedido de adiamento das eleições 2020 para o mês de Novembro, agora, a proposta foi encaminhada para a câmara. Vale lembrar que o primeiro e o segundo turno  tem por objetivo selecionar candidatos a vereador e prefeito em nos municípios do estado.

A razão disso, é a pandemia que mudou completamente o planejamento eleitoral do estado. Em dado momento, as eleições no estado passam a ser em 15 (1º turno) e 29 (2º turno – se necessário) de novembro, em caso excepcional até 31 de dezembro, caso a contaminação do vírus não regrida na cidade de Manaus.

O Presidente do TSE mencionou que o Amazonas e toda a região norte poderão ter uma eleição suplementar em 2020, caso a crise sanitária não seja resolvida.

Os parlamentares ainda estão debatendo o adiamento das eleições com o Tribunal Superior Eleitoral, OAB e entidades municipalistas.

Comente