Início » Dúvidas » O que é ser Conservador – Características, definição e autores

O que é ser Conservador – Características, definição e autores

Conservadorismo é um termo que constantemente aparece em debates sobre política. A palavra costuma entrar em pauta em discussões sobre o Liberalismo ou ainda o Progressismo. Mas afinal de contas, o que é ser conservador?

Apesar de não ser uma expressão muito popular no Brasil, conversando com muitos brasileiros e ouvindo um pouco sobre seus pontos de vista, percebe-se que o conservadorismo é o pensamento de boa parte das pessoas.

A seguir entenda quais são as características, principais pontos e autores do conservadorismo.

Os pensamentos de um Conservador

Definir o que é ser conservador não é uma tarefa fácil visto que esse estilo de pensamento pode sofre com muitas divergências. O conservadorismo não tem um posicionamento político único. Isso porque as ideias podem variar muito dependendo da sociedade em que são pensadas. 

Ao mesmo tempo que alguns indivíduos e governos acreditam que ser conservador é levar as suas ideias ao pé da letra, outros acabam mesclando ideias conservadoras e liberais, porém também são reconhecidos como conservadores. Essa última opção, aliás é a mais comum das sociedades ocidentais e deu origem a expressão famosa principalmente nas redes sociais: “Liberal na economia e Conservador nos Costumes.”

Tendo esse entendimento inicial, vamos dar sequência com a definição literal do que seria o conservadorismo. 

Em teoria, o conservador defende o pensamento político de manutenção das instituições sociais tradicionalistas. Isso quer dizer que, o pensamento conservador acredita que entidades como a religião, família e a comunidade devem manter seus usos, costumes e tradições da forma como são. Dessa forma, o pensamento opõe-se veementemente a movimentos revolucionários nos âmbitos sociais.  

Já no campo econômico ele acredita em um mercado protecionista e nacionalista, onde os avanços devem acontecer de forma comedida e muito lentamente para que os riscos sejam os menores possíveis. Nesse pensamento, o estado pode intervir nas políticas de mercado.

Apesar dessas definições, no Conservadorismo ocidental as bases políticas/sociais do tradicionalismo são mantidas como a fé na doutrina cristã, na moral e nos costumes, porém o campo econômico assume práticas liberais total ou parcialmente. É por esse motivo que não existe uma definição concisa e permanente do que é ser conservador.

Principais Características do Conservadorismo Ocidental

Como o Conservadorismo Ocidental é hoje o mais praticado nas sociedades conhecidas, vamos nos basear nele para ditar suas principais características.

A principal característica do pensamento conservador ocidental é a defesa da liberdade política e econômica e a ordem moral e social. 

As ideias de liberdade política e econômica vem de encontro às ideias do Liberalismo Político que defendem a não intervenção, ou intervenção mínima do estado nas políticas econômicas. Sendo assim, há uma defesa maior ou menor do livre mercado.

Outro ponto em acordo com os ideais do liberalismo econômico é a defesa do direito à propriedade privada e seu uso empreendedor.

Já nos campos sociais, os comuns ideais conservadores se diferenciam bastante do pensamento liberal. Isso porque o conservadorismo rejeita a ideia de igualdade do indivíduo como objetivo político. Segundo os conservadores qualquer desigualdade existente são consequências das diferenças de esforços e decisões de cada um. Além disso a defesa dos costumes e tradições também não são pontos defendidos pelo liberalismo.

Principais Autores do Conservadorismo

Assim como outros pensamentos políticos o conservadorismo também sofre constantemente com mudanças. Sendo assim muitos autores escreveram suas obras com as suas definições desse pensamento. Aqui apresentamos os dois principais pensadores que são Edmund Burke e Russel Kirk.

Edmund Burke

Foi um teórico político irlandês principal defensor das políticas conservadoras moderna. Opositor ferrenho as ideias por trás da Revolução Francesa, embasou seus pensamentos conservadores em contradição aos pensamentos iluministas revolucionários da época. Apesar disso, sua biografia pode ser vista com um certa contradição de opiniões do autor que em certos aspectos defendia mais intervenções liberais do que conservadoras. Esses aspectos deram origem ao Conservadorismo Ocidental também chamado de Conservadorismo Liberal.

É um dos pensadores indispensáveis para quem quer entender um pouco mais sobre o que quer dizer ser conservador. Sua principal obra é “Reflexões sobre a Revolução Francesa” onde ele apresenta suas críticas a esse acontecimento histórico.

🗳️VEJA AQUI: Resultado das eleições 2020

Outras obras do autor

A Investigação Filosófica acerca da Origem das Nossas Ideias do Sublime e do Belo – 1757

Uma reivindicação da Sociedade Natural – 1756

Um apelo do novo ao velho Whigs – 1791

Russel Kirk

o que é ser conservador - russel kirk

Foi um filósofo político e um dos maiores pensadores do conservadorismo estadunidense. 

Russel Kirk foi o autor que reinstituiu as bases do pensamento conservador americano após a Segunda Guerra Mundial se baseando nos ideais de Edmund Burke.

Sua principal obra é “A política da prudência” onde ele elenca os 10 princípios básicos do conservadorismo.

Outras Obras do Autor

A Mente Conservadora – 1953

Prospects for Conservatives  – 1956

Inimigos das Coisas Permanentes – 1969

Veja também:Desigualdade social – O que é? Tipos e como medir no Brasil e no mundo

Veja também: Políticas Públicas – O que é, como funcionam e tipos

E então, conseguiu entender melhor o que é ser conservador? O mais importante a se lembrar é que esse termo não tem apenas uma definição, por tanto a dica principal é ler algumas obras, como a dos autores citados, para entender cada vez mais sobre essa filosofia política.

Gilmar Penter
Fotógrafo, ator e comunicador é apaixonado pelas artes e pela aventura que é a vida. Nas palavras, vê uma chance de mudar o mundo, mesmo que para isso tenha que vir até ele, afinal, passa muito mais tempo no mundo da lua.

Comente