Início » Dúvidas » O que é ser de direita? Características, ideologias e autores

O que é ser de direita? Características, ideologias e autores

Com as discussões políticas cada vez mais presentes na internet, nos últimos anos a polarização se acentuou bastante. E talvez o grupo que mais ganhou força e popularidade com a internet foi o da Direita. Mas você sabe o que é ser de direita?

Há um consenso geral de que os conceitos de direita e esquerda têm suas origens na Revolução Francesa, no final do século XVIII. Mas desde então o mundo passou por diversas transformações, novas teorias e regimes políticos surgiram, e os termos foram se atualizando e ganhando novas definições com o passar dos anos.

O que é ser de direita

Origem da Direita

Conforme já foi dito, a origem da oposição entre direita e esquerda vem da Revolução Francesa. Na Assembleia Nacional Constituinte o lado direito era ocupado pelos girondinos, considerados mais moderados e conciliadores. O grupo era formado por monarquistas constitucionais e conservadores defensores da realeza e contrários à agitação popular.

Enquanto isso, à esquerda estavam os jacobinos, considerados mais radicais e exaltados, partidários de uma guerra contra os soberanos europeus.

No decorrer do século XIX, a principal divisão entre Esquerda e Direita na França se referia a oposição entre partidários da República e da Monarquia.

VEJA TAMBÉM: Quantos partidos políticos tem no Brasil?

Características da direita no mundo

O conceito de Direita passou diversas adaptações com o passar do tempo, variando conforme o contexto histórico, as sociedades, regimes políticos e ideologias em questão. Nas democracias liberais, como o Brasil, o “The Concise Oxford Dictionary of Politics” considera que ela é caracterizada por se opor ao socialismo e à social-democracia.

Nesses casos, os partidos de direita contam com conservadores, democratas-cristãos, liberais e nacionalistas. Enquanto isso, os de extremadireita incluem ultranacionalistas e fascistas.

De modo geral, diversos autores apontam que a sua principal característica histórica da Direita é o conservadorismo. Esta é uma ideologia que defende a manutenção das instituições sociais tradicionais – como religião e hierarquia social – no contexto da cultura e da civilização, priorizando a estabilidade e a continuidade.

Os neoliberais combinam o apoio ao mercado livre, à privatização e à desregulamentação com o apoio da direita tradicional para buscar a conformidade social. Para liberalistas de direita, uma economia descentralizada baseada em liberdade econômica é a forma mais importante de liberdade.

Já o filósofo político Noberto Bobbio considerava que tanto esquerda quanto direita eram adeptas de reformas. Mas a principal diferença entre os lados é que, de modo geral, a Esquerda busca promover a justiça social enquanto a Direita preza pela liberdade individual.

Veja também: Partido Novo – História, Ideologia e Lista de candidatos.

Ideologia de direita na política

Alguns autores fazem uma divisão entre ideologias de direita e extrema-direita. Para eles, a primeira costuma apoiar a democracia liberal, o capitalismo, os direitos a propriedade privada e o livre mercado.

Mas mesmo defendendo a economia de mercado, parte da direita concorda com a regulamentação do governo para controlar monopólios. Além disso, é comum que se defenda um estado de bem-estar público limitado, em que o governo forneça educação e assistência médica, por exemplo.

Também se destacam o apoio ao conservadorismo e ao liberalismo econômico em oposição ao socialismo e ao comunismo. Além do mais, o nacionalismo é outra ideologia que com o passar dos anos se tornou característica da Direita. Historicamente, nacionalistas de direita prezaram pela “verdadeira” identidade de suas nações contra elementos que consideraram ter corrompido essa identidade.

Já em relação ao termo extrema-direita, autores afirmam que este se refere àqueles que são a favor de governos absolutistas, que se apoiam na religião e no grupo étnico dominante.

Sobre esta diversidade de ideologias, o economista conservador Thomas Sowell resume a Direita como uma composição de diversos oponentes da Esquerda. Para ele, os adeptos não precisam partilhar de princípios específicos ou programas e agendas em comum. Eles podem ir de libertários até monarquistas, teocratas ou defensores de ditaduras militares, pois o que une a Direita é a oposição à Esquerda.

Principais autores

Alguns dos principais autores estudados pela Direita no mundo são:

  • Adam Smith (1723 — 1790);
  • Ludwig von Mises (1881 — 1973);
  • Friedrich Hayek (1899 — 1992);
  • Milton Friedman (1912 — 2006);
  • Edmund Burke (1729 — 1797);
  • Thomas Sowell (1930);
  • Eric Hoffer (1902 – 1983).

E você, é de direita ou de esquerda? Conta pra gente o que achou do texto e um pouco dos seus posicionamentos nos comentários.

Felipe Matozo
Felipe Matozo é estudante de Jornalismo no Centro Universitário Internacional Uninter e ator profissional licenciado pelo SATED/PR. Ligado em questões políticas e sociais, busca na arte e na comunicação maneiras de lidar com o incômodo mundo fora da caverna.

Comente