Início » Partidos Políticos » PDT(Partido Democrático Trabalhista) – história, ideologia e Lideranças

PDT(Partido Democrático Trabalhista) – história, ideologia e Lideranças

O PDT (Partido Democrático Trabalhista) vem ganhando destaque no cenário político nacional, no entanto não é todo mundo que conhece a história, ideologia e lista de candidatos do partido.

Esse é o seu caso? Então, confira o guia completo que preparamos sobre o PDT, entenda a proposta do partido e saiba quais são os principais nomes políticos envolvidos nele.

História do PDT

Partido Democrático TrabalhistaA fundação do PDT foge da trajetória da maioria dos partidos políticos nacionais. Curiosamente, ela teve início em Portugal, no ano de 1979, por brasileiros exilados e ex-exilados que viajavam pelo país.

Esses brasileiros se encontraram com uma finalidade política específica: retomar e reviver o PTB (Partido Trabalhista Brasileiro), que havia sido criado por Getúlio Vargas.

Um detalhe importante a ser lembrado é que em 1979 o Brasil ainda estava no período de ditadura militar, portanto, havia uma grande chance de esse tipo de reunião ter sofrido represália por parte dos militares.

O fato de o encontro ter acontecido em Portugal dava maior seguridade para os políticos. Entre os participantes, destaque para Darcy Ribeiro e Leonel Brizola, que são os fundadores e principais líderes do partido.

Na reunião, os participantes decidiram reativar o PTB, mas não adiantou. Os militares não reconheceram o partido e sua liderança, somente porque ela havia sido eleita fora do Brasil.

Imediatamente, os militares passaram o PTB para pessoas próximas de si, que não tinham nada a ver com a essência e pensamento dos políticos que se reuniram em Portugal.

Diante dessa situação, esses políticos responsáveis pela tentativa de reativação do PTB se reuniram no Palácio de Tiradentes, no Rio de Janeiro, para discutir qual seria a medida a ser tomada para reagir à decisão militar. Essa nova reunião é conhecida como o Encontro Nacional dos Trabalhadores.

Nele, os políticos participantes decidiram que fundariam outro partido, o PDT. Em seguida, publicaram o estatuto e manifesto do partido político. Desde então, o PDT vem crescendo, garantindo candidatos eleitos em todo o país, com presença significativa na câmara de deputados, principalmente.

Ideologia do PDT

O PDT é um partido que se define como de esquerda e centro-esquerda (ou seja, possui posicionamento entre o centro e a esquerda, sem tender para a direita ou extrema direita).

Sua ideologia é democrática, com foco em justiça social e na defesa dos direitos trabalhistas. Em outras palavras, o partido é especialmente voltado aos interesses do povo e dos trabalhadores.

Paralelamente, o PDT também se posiciona a favor e na defesa de direitos a grupos com baixa representatividade na política, as chamadas minorias, como a população indígena, negra, mulheres e LGBTQIA+.

Além disso, entre as principais pautas do partido estão a valorização do patrimônio natural nacional e da economia, bem como a recuperação de concessões feitas a estrangeiros, para criar uma soberania própria do país.

>> Baixe aqui o edital completo das pautas do PDT <<

Lista de candidatos do PDT

Abaixo seguem os principais nomes atrelados à legenda:

Ciro Gomes

Ciro Gomes é o nome mais conhecido do PDT atualmente. Candidatou-se à presidência do país nas eleições de 2018, ficando em terceiro lugar. No entanto, possui vasta experiência na política: já foi deputado estadual e federal pelo Ceará, além de governador do estado.

Também ocupou o cargo de ministro da fazenda durante o governo de Itamar Franco, bem como de ministro da integração nacional do Brasil, no governo de Lula – do Partido dos Trabalhadores.

Mas, sua fama não se deve somente à sua trajetória em cargos públicos: Ciro Gomes ficou conhecido por suas críticas ácidas a outros políticos, com comentários que já lhe geraram vários processos.

Cid Gomes

É irmão de Ciro Gomes e atual senador do Ceará. Em 2018, conquistou o título de senador mais votado do país, com exatos 3.228.533 votos. Também já foi governador do Ceará.

Tabata Amaral

Tabata Amaral é um dos nomes mais controversos do partido desde sua eleição como deputada federal em 2018. Desde então, vem se posicionando contra decisões do PDT, o que já lhe rendeu uma suspensão.

Túlio Gadêlha

É deputado federal por Pernambuco, eleito em 2018 com mais de 75 mil votos. Defende a educação como uma de suas principais bandeiras.

Kátia Abreu

Senadora pelo PDT e candidata à vice-presidência nas eleições de 2018, Kátia Abreu também já foi ministra da agricultura, pecuária e abastecimento durante o segundo mandado de Dilma Rousseff na presidência.

Rafaela Trevisan Cortes
Rafaela Trevisan Cortes, jornalista formada pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR). Revoltada por natureza, vê na comunicação uma oportunidade de extravasar a sua paixão por curiosidades, arte e conhecimento.

Comente