Início » Partidos Políticos » PP (Partido Progressista) – História, Ideologia e Lideranças

PP (Partido Progressista) – História, Ideologia e Lideranças

O Progressistas, antigo Partido Progressista Brasileiro (PPB) e Partido Progressista (PP), é um partido político brasileiro, mais alinhado à direita do espectro político, cujas cores são o azul e o branco e o número eleitoral é o 11.

História do partido

Partido ProgressistaFundado em 1995, e atualmente presidido por Ciro Nogueira, o Progressistas é o quarto maior partido político brasileiro, com 1.444.951 filiados.

Primeiros anos da sigla

O Progressistas surgiu em 14 de setembro de 1995, por meio da junção de dois partidos: o Partido Progressista e o Partido Progressista Reformador, ambos criados em 1993. Nas duas primeiras eleições que se seguiram (1998 e 2002), o Progressistas não lançou nenhum candidato à presidência da república, apenas apoiando candidatos específicos: Fernando Henrique Cardoso (presidente pelo PSDB), em 1998, e Ciro Gomes e, no segundo turno, José Serra, em 2002.

Em 1996, o Progressistas, na época chamado Partido Progressista Brasileiro (PPB), possuía representantes em 625 prefeituras, inclusive a de São Paulo, onde elegeu Celso Pita.

Era Lula e apoio ao PT

Em 2002, com a vitória do então candidato à presidência da república Luís Inácio Lula da Silva (PT ), o Progressistas, na época PPB, passou a apoiar o governo do novo presidente, inclusive integrando a base do novo governo no Congresso.

Em 2003, o partido sofre uma nova mudança de nome, passando de Partido Progressista Brasileiro (PPB) para Partido Progressista (PP), eliminando o “b” de seu nome.

Governo Dilma

Nas eleições de 2010, o PP manteve-se alinhado ao PT apoiando a candidatura de Dilma Rousseff, que ganhou no segundo turno de José Serra. Após a eleição, o PP continuaria a apoiar o governo Dilma, até que, em 2016, rompe o apoio ao se posicionar favoravelmente ao impeachment da então presidente, passando a apoiar Michel Temer no período pós-impeachment e mudando uma vez mais a sua sigla, passando a se chamar Progressistas, nome que usa até então.

Progressistas hoje em dia

Hoje em dia, no governo Bolsonaro, o Progressistas não declarou inteiramente apoio ao governo de Jair Bolsonaro, embora estejam alinhados ideologicamente, uma vez que o partido é considerado de direita, tendo inclusive abrigado o atual presidente, Bolsonaro, de 2005 a 2016.

Atualmente, em 2019, entretanto, o presidente do Progressistas, Ciro Nogueira, vem sendo alvo de ações da Polícia Federal por possíveis envolvimentos em esquemas de corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

Ideologia – o que o PP defende?

  • Defende uma sociedade livre, democrática, juta, pluralista, solidária e participativa;
  • Defende o respeito absoluto à dignidade humana;
  • Defende um sistema econômico livre, priorizando as regras de mercado;
  • Defende o combate à desigualdade por meio da criação de oportunidades, como a geração de empregos;
  • Defende a liberdade religiosa;
  • Defende a privacidade e o trabalho digno;
  • Defende uma imprensa livre.

Dados atuais do PP

  • Espectro político: Direita.
  • Presidente: Ciro Nogueira.
  • Membros: 1.444.951 filiados.
  • Cores: Azul e branco.
  • Número eleitoral: 11.

Principais lideranças do partido

Governadores

  • Gladson Cameli – Acre.

Vice-governadores

  • João Leão – Bahia.

Senadores

  • Ciro Nogueira – Piauí;
  • Esperidião Amin – Santa Catarina;
  • Luis Carlos Heinze – Rio Grande do Sul;
  • Vanderlan Cardoso – Goiás;
  • Daniella Ribeiro – Paraíba;
  • Mailza Gomes – Acre.

Além disso, são marcas do partido:

  • 70 deputados federais;
  • 68 deputados estaduais;
  • 494 prefeitos;
  • 4747 vereadores.

Qual é a sua opinião sobre o PP?
Deixe nos comentários!

Rafaela Trevisan Cortes
Rafaela Trevisan Cortes, jornalista formada pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR). Revoltada por natureza, vê na comunicação uma oportunidade de extravasar a sua paixão por curiosidades, arte e conhecimento.

Comente