Início » Partidos Políticos » PRTB (Partido Renovador Trabalhista Brasileiro) – História, Ideologia e Lista de candidatos

PRTB (Partido Renovador Trabalhista Brasileiro) – História, Ideologia e Lista de candidatos

O Partido Renovador Trabalhista Brasileiro (PRTB) é um partido político brasileiro, fundado em novembro de 1994. Seu número eleitoral é o 28, e seu registro definitivo junto ao TSE foi obtido em 18 de fevereiro de 1997.

Seu presidente atual é Levy Fidelix, um folclórico político que já se candidatou por duas vezes à Presidência da República (em 2010 e 2014) e cuja principal ideia é o Aerotrem, um projeto polêmico em relação à sua viabilidade e custo de implantação. Dentro do espectro ideológico político, o PRTB se posiciona à direita.

A história do PRTB

A origem do PRTB remonta à Fernando Ferrari, integrante do PTB de Getúlio Vargas e, mais tarde, fundador do Movimento Trabalhista Renovador. Faleceu em um acidente aéreo em 1963. Suas ideias, baseadas no Trabalhismo, ressurgiram em 1985, com o surgimento do PTR (Partido Trabalhista Renovador).

Posteriormente, o PTR se fundiu ao PST (Partido Social Trabalhista) – mais tarde virou PSTU , dando origem ao Partido Progressista (PP). O PRTB foi fundado por um grupo de dissidentes que se mostraram descontentes com a fusão.

PRTB (Partido Renovador Trabalhista Brasileiro) - História, Ideologia e Lista de candidatos

Sendo um partido pequeno dentro do emaranhado de partidos políticos brasileiros, o PRTB só passou a ter uma maior relevância a partir de 2.000, quando teve em seus quadros o ex presidente Fernando Collor de Melo, que tentou uma eleição frustrada à Prefeitura de São Paulo. Dois anos depois, Collor se candidatou de novo, dessa vez ao cargo de Governador do Alagoas, sendo derrotado.

O Presidente do PRTB, Levy Fidelix, tentaria a sorte nas eleições presidenciais de 2010 e 2014, tendo como carro chefe de sua campanha o Aerotrem, uma espécie de monotrilho, ficando em sétimo lugar nos dois pleitos.

O PRTB participa do atual governo brasileiro, uma vez que o Vice-Presidente, o general Hamilton Mourão, é filiado ao partido.

Ideologia

O partido tem como principal bandeira ideológica a defesa do “trabalhismo participativo”, que, nas palavras de seu presidente, é um sistema “no qual o capital possa interagir com o trabalho e estabelecer interesses mútuos, em vez de explorar o trabalho”.

O Trabalhismo Participativo é, para os membros do partido, uma harmoniosa convivência entre capital e trabalho, de modo que o capital não deve estar voltado para exploração do homem e sim para o seu benefício. Dessa forma, o empregador deverá obter seu lucros, sem subtrair do empregado o que lhe é devido e justo, dentro de suas conquistas sociais e trabalhistas.

Por outro lado, o empregado deverá respeitar e colaborar para o crescimento das empresas onde trabalha, pois dos investimentos e dos riscos inerentes à atividade empresarial é que dependem seu emprego e seu futuro. Todo o desenvolvimento em tecnologia resultante desta relação deverá necessariamente ser acompanhado por igual evolução na área de recursos humanos.

Embora a ideia de Trabalhismo esteja historicamente associada à esquerda, o PRTB é um partido de direita, definindo-se também como conservador e nacionalista. O partido também se posiciona abertamente contra o casamento entre pessoas do mesmo sexo, o aborto, o ensino da identidade de gênero nas escolas e a legalização recreativa da cannabis; e defende a maior participação das Forças Armadas no governo, a união entre religião e Estado e a substituição da Constituição de 1988 por uma nova.

Dados atuais do partido

  • Fundação: 27 de novembro de 1994;
  • Espectro político: direita;
  • Número de afiliados: 138.490 mil;
  • Atual Presidente: Levi Fidélix;
  • Símbolo: a imagem do Brasil nas cores verde, amarela, branca e azul com a sigla do partido em azul no centro.

Vice-Presidente da República: Hamilton Mourão.

Prefeitos:

  • Felipão Alves Santana – Vila Boa (GO);
  • Fábio Corrêa de Oliveira – Cidade Ocidental (GO);
  • Mateus Felix Lopes – Santa Cruz de Goiás (GO);
  • José Rodrigues Barroso de Araújo – Cláudio (MG);
  • Valdini Carvalho de Macedo – Campinas do Piauí (PI);
  • Arnaldo Araújo Pereira da Costa – Ribeira do Piauí (PI);
  • Antonio Carlos Batista de Figueiredo – Morro Cabeça no Tempo (PI);
  • João Venâncio Ferreira – Antônio Martins (RN);
  • Joner Chagas – Bonfim (RR);
  • Wagner Coelho de Oliveira – Formoso do Araguaia (TO).

220 Vereadores em todo o país.

Comente