Início » Partidos Políticos » PSOL (Partido Socialismo e Liberdade): História, Ideologia e Lista de candidatos

PSOL (Partido Socialismo e Liberdade): História, Ideologia e Lista de candidatos

Entre os vários partidos brasileiros que se destacam no cenário político, o PSOL – acrônimo para Partido Socialismo e Liberdade – é um dos maiores exemplos da esquerda do Brasil.

Embora seja um partido relativamente novo, o PSOL preza por uma sociedade justa, fraterna e igualitária, valendo-se das lutas das minorias, nações e povos oprimidos.

Conheça a história do PSOL, seus ideais e os candidatos mais conhecidos do partido.

História do Partido Socialismo e Liberdade

História do Partido Socialismo e Liberdade

O PSOL nasceu em dezembro de 2003 – conduzido por vários grupos políticos, militantes socialistas e intelectuais de esquerda. A história desse partido aconteceu na situação da expulsão dos deputados João Fontes e João Batista Babá, além da deputada Luciana Genro e a senadora Heloísa Helena, do Partido dos Trabalhadores (PT).

Essa expulsão aconteceu por essas pessoas terem votado contra a orientação da legenda na reforma da previdência, que estava sendo realizada no primeiro ano de governo do ex-presidente Lula, pois retirava direitos dos servidores públicos.

Junto com o descontentamento de uma parte significativa de militantes petistas por causa do rumo que o governo tomava, tais parlamentares começaram um movimento nacional pela fundação de um novo partido, de orientação política de esquerda, socialista e democrático.

Na época, quase 700 mil assinaturas foram alcançadas a favor da fundação desse novo partido. O pedido foi solicitado, porém os cartórios eleitorais só concederam certidões a 450 mil dessas assinaturas.

O registro do Partido Socialismo e Liberdade foi finalmente alcançado no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) em 15 de setembro de 2005.

Nesses mais de dez anos de existência, o partido segue atuando com seus candidatos presentes nos altos cargos do governo, trabalhando em prol da sociedade e defendendo seus direitos.

Um dos exemplos de autoria do PSOL foi o pedido de cassação do ex-presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha – graças à bancada do partido, as denúncias abordadas foram suficientes para que ele fosse investigado.

Os deputados e militância do PSOL também foram de suma importância na luta contra o golpe institucional, organizado pelas cúpulas do PMDB e do PSDB, tendo apoio de toda a bancada conservadora no Congresso Nacional, que acabou destituindo a ex-presidente Dilma Rousseff.

Embora o partido tenha ido contra esse golpe, o PSOL denunciou o que acreditou estar por trás desse processo e que foi responsável por colocar Michel Temer no poder.

Em seus anos de trabalho, o partido ainda ficou conhecido por suas ações, como a CPI das Milícias, no Rio de Janeiro; as CPIs da Dívida Pública, do Trabalho Escravo e do Tráfico Humano, entre outras manifestações e defesas de assuntos de interesse público.

Ideais do Partido Socialismo e Liberdade

O Partido Socialismo e Liberdade (PSOL) busca, dia após dia, construir uma alternativa para o povo brasileiro, a partir da reorganização da esquerda por meio de um projeto democrático, popular, de luta e de direitos.

O PSOL carrega ideais de justiça, fraternidade e igualdade com fortes investidas em defesa dos direitos trabalhistas, previdenciárias, do serviço público e também contra a agenda conservadora que vem ameaçando determinados grupos de pessoas, como:

  • Mulheres;
  • Negros (as);
  • Comunidade LGBT;
  • Direitos indígenas.

O PSOL busca trabalhar junto a todos os setores excluídos, explorados e oprimidos, e tantos outros membros da sociedade que necessitam de apoio, assegurando a liberdade de expressão cultural, política, artística, sexual, racial e religiosa.

Portanto, o PSOL no cenário nacional é visto como um partido coerente, combativo, ético e, obviamente, de esquerda.

Lista de candidatos do PSOL

A representatividade do Partido Socialismo e Liberdade (PSOL) foi dobrada no ano de 2018 no âmbito federal. Confira quem são os deputados federais que estão trabalhando e levando o nome do partido ainda mais longe com suas iniciativas e visões:

  • Áurea Carolina – Minas Gerais;
  • David Miranda – Rio de Janeiro;
  • Edmilson Rodrigues – Pará;
  • Fernanda Melchionna – Rio Grande do Sul;
  • Glauber Braga – Rio de Janeiro;
  • Ivan Valente – São Paulo;
  • Luiza Erundina – São Paulo;
  • Marcelo Freixo – Rio de Janeiro;
  • Sâmia Bomfim – São Paulo;
  • Talíria Petrone – Rio de Janeiro.

No que tange aos deputados estaduais, o PSOL está presente em bancadas de 11 estados com 18 parlamentares, sendo estes os estados brasileiros:

  • Amapá;
  • Bahia;
  • Ceará;
  • Distrito Federal;
  • Minas Gerais;
  • Pará;
  • Pernambuco;
  • Rio de Janeiro;
  • Rio Grande do Norte
  • Rio Grande do Sul;
  • São Paulo.

Dos nomes desses parlamentares, merece destaque justamente Luciana Genro que representa o PSOL no Rio Grande do Sul, além de Sandro Pimentel no Rio Grande do Norte.

Comente